Prefeito mostra quem comanda vereadores e esfaqueia salário dos servidores


A sessão plenária desta quarta-feira (13) decretou o poderio do prefeito sob os vereadores na Câmara Legislativa. De maneira sorrateira a Câmara antecipou para hoje a votação que seria amanhã para votarem sem maior pressão dos funcionários, o projeto de lei que extingue o AR e ADF, gratificações dos servidores públicos, de autoria de Nanci, foi aprovado por 19 parlamentares que diziam defender o funcionalismo público, mas hoje mostraram totalmente a cara. Como se não fossem donos do seu mandato votaram a favor do prefeito e contra os trabalhadores. O plenário contou com a presença de diversos servidores que manisfestaram e lutaram para tentar sensibilizar os vereadores mas não deu.

Os vereadores Sandro Almeida, Professor Paulo, Salvador Soares, Gilson do Cefen, Maciel e Vinícius foram os únicos dos 27 parlamentares que defenderam os servidores. A determinação do prefeito imposta sobre os outros 19 parlamentares assustou a todos que lá estavam, votaram de maneira covarde, de cabeça baixa, pronunciando baixinho seu voto. Alguns votaram e foram embora escondidos.

Sandro Almeida apresentou uma emenda para assegurar os servidores para que só extinguisse o ADR após criar um plano de cargos e salários, que foi usado como justificativa para a extinção das gratificações. A princípio todos os servidores acharam que os vereadores iriam votar a favor da emenda, uma vez que já fazia parte da promessa do prefeito. Porém surpreendentemente os vereadores votaram contra, caindo por terra toda a credibilidade sobre a palavra do prefeito e da base legislativa.

O prefeito José Luiz Nanci mostrou que manda na Câmara Legislativa.

A população trabalhadora de São Gonçalo perdeu feio para um governo que tropeça em cima de mentiras e erros de conhecimento próprio, sabem que estão errando mas continuam errando. E a câmara? comandada pelo executivo, em função dos interesses individuais, deixa de lado o interesse público e coletivo.

Os vereadores Jalmir Júnior e Lucas Muniz não compareceram à sessão e também não justificaram suas ausências.

Vereadores que votaram contra os servidores: 

Jorge Mariola (PHS)
Natan (PSB)
Jose Carlos Vicente (PSL)
Ricardo Peon (PPS)
Samuca (PMB)
Seu Marcos (DEM)
Eli da Rosabela (PPS)
Alexandre Gomes (PSB)
Eduardo Gordo (PMDB)
Misael da Flordelis (PMDB)
Capitão Nelson (PT do B )
Armando Marins (PSDB)
Diney Marins (PSB)
Getúlio Brito (PTN)
Paulo Cesar Eu Acredito (PTN)
Lecinho (PMDB)
Bruno Porto (PPS)
Cacau (PRTB)
Iza (PMDB)

Vereadores que votaram a favor dos servidores:

Sandro Almeida (PSDB)

Professor Paulo (PC do B )

Gilson do Cefen (PR)

Vinicius (PRB)

Salvador Soares (PRB)

Maciel (PMN)

 

Anterior Câmara dos vereadores aprova Plano Municipal de Cultura com muita festa
Próximo Artesãos Gonçalenses recebem carteira nacional

Sem Comentátios

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *