Enquanto SG convive com o caos urbanos; Niterói demolirá imóveis em prol da mobilidade urbana


A Prefeitura de Niterói pretende iniciar, ainda este mês, a demolição dos imóveis desapropriados para o alargamento da Avenida Marquês do Paraná, no Centro. A obra vai melhorar o fluxo de veículos e a mobilidade na região com a criação de mais duas pistas na via, além da ciclovia que ligará Icaraí ao Centro. O prefeito Rodrigo Neves assina, hoje, no Solar do Jambeiro, a ordem para o início das obras. Em São Gonçalo, a mobilidade urbana é um caos, a cidade não possui ciclovias, ruas em bom estado de conservação e uma sinalização organizada.

Enquanto a prefeitura de São Gonçalo continua inerte, a de Niterói se move para o avanço na mobilidade. No total, serão necessárias 51 desapropriações na área, em um processo que está em conclusão. A primeira, um prédio com 15 apartamentos e salas comerciais – na esquina da Marquês do Paraná com Doutor Celestino – está em fase final de negociação.

A obra será a primeira realizada com recursos obtidos através do modelo de outorga onerosa, que financiará ações do processo de requalificação do Centro. Serão utilizados R$11,8 milhões, dos R$14 milhões já pagos por investidores que tiveram seus projetos aprovados para a região central da cidade.

“Niterói ganhará uma nova avenida, totalmente urbanizada, com nova praça, calçada, arborização e com a ciclovia que ligará o Centro a Icaraí, permitindo maior mobilidade aos ciclistas da cidade. O alargamento eliminará o gargalo na esquina com a Rua Doutor Celestino, que prejudica o trânsito”, explica o secretário municipal de Urbanismo, Renato Barandier.

No sentido Icaraí, a via ganhará mais duas faixas de rolamento, totalizando cinco pistas e ciclovia no trecho entre as ruas Doutor Celestino e Miguel de Frias. O projeto também inclui a reurbanização até a Avenida Amaral Peixoto,com calçadas dentro das normas de acessibilidade e uma nova praça sobre o mergulhão.

Anterior 3 Dicas Simples para Encontrar o Emprego de Fim de Ano (Mais Rápido)
Próximo Casal Garotinho é acusado de organização criminosa e corrupção

Sem Comentátios

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *